segunda-feira, dezembro 05, 2005

Vou-me Pendurar na Lua


Vou-me pendurar na lua!
Sim!
Vou-me pendurar
E fingir que sou uma estrela!
Ao cair da noite,
Desamarrarei a corda
E andarei por ai
A divagar sobre mim.
Vou percorrer este céu
A milhões de quilómetros por hora
Para que alguém
Lá em baixo
Peça um desejo.
Peçam um desejo!
Sejam atrevidos!
Olhem que não saberei
Quando hei-de
Voltar a correr assim tanto!
E depois,
O cansaço bater-me-á à porta
E voltarei a pendurar-me
Na lua.
Fecharei os olhos
E num breu descansado
Os sonhos virão ter comigo.



(poema e photo de natalie)


22 comentários:

Betty Branco Martins disse...

Minha Querida Natalie

"Vou-me Pendurar na Lua" É uma "ousadia" maravilhosa! é só para aqueles de alma grande...
onde
o
mundo inteiro
de sonhos
mora
vive
e
transborda
no brilho do olhar

... No teu olhar

"Fecharei os olhos
E num breu descansado
Os sonhos virão ter comigo.

Um grande beijo

Boa semana :)

lena disse...

Natalie, tanta beleza

vou imaginar-te pendurada na lua e na estrela mais luminosa que encontrar no céu, vou lembrar-me de ti, dos teus sonhos e atrever-me a pedir-lhe que os teus desejos se concretizem

beijinhos

lena

Caracolinha disse...

És uma pessoa muito bonita. E uma pessoa bonita só pode brindar-nos com palavras lindas ... escreves muito bem e as tuas fotos são de cortar a respiração ...

Uma beijoquinha muito repinicada e cheinha de carinho para ti minha linda :))))

AS disse...

Vou começar a olhar mais atentamente para a lua... para ver se te vejo!...

O poema está lindo!

Beijos

JSilvio disse...

;)
Se te pendurares...irás por a vida de alguem mais estrelada ;) de certeza *

Mocho Falante disse...

Olha gostei tanto de ler estas palavras que nem imaginas...

Só me apetecia fechar os olhos e pedir muuuito desejos

Beijocas doces

Betty Branco Martins disse...

Querida Natalie

Fica beijinhos

Desejo-te um bom feriado:)

H. disse...

:)

Lindo poema! Fala de desejo e liberdade e anseio de paz e serena plenitude. Li tudo isso nas tuas palavras...

Simples, inocente, mas belo :)

*

Nelsinho disse...

Oh! Natalie!
Quantas vezes ao longo das trilhas sinuosas que percorri eu me pendurei na lua!!...

Já flutuei no espaço, suspenso por mágicos mantos de prata, abduzido envolto em cintilantes estrelinhas de sonho, depois dolorosamente devolvido à minha condição de ser biológico preso à gravidade...

Teu poema foi um retorno!

Bjs
Nelsinho

Eli disse...

Eu já pedi os meus desejos e não páro de os sonhar...

:)

Muito lindo!

BloodyMary disse...

Natalie:

Muito bonito, muito simples e puro este teu atrevimento de te chegares tão perto do céu, tão perto da lua, tão perto das estrelas e seres a estrela que consederá desejos a alguém!

Beijos**

Carlos Barros disse...

lembro-me no primeiro dia em que me pendurei na lua... estava tudo tão claro a minha volta...
lembro-me de outro em que corria pela lua e tropecei em mil´~oes de pensamentos de pessoas que adorariam lá estar com os seu pensamentos.
beijo

terragel disse...

NATALIE, tu já és uma estrela, não precisa pegar carona da lua, porque tens vida própria no cosmo de nossas consciências, seu brilho já nos ofusca, seu rastro de escrita já nos embebece, nos levando a viver um pouco do que vives nece teu céu maravilhoso, que um dia quem sabe pode vir a ser o nosso céu tambem.
Bjs

Duarte Temtem disse...

Cara Natalie

O poema está fantástico! Adorei!
A imagem "pendurar na lua" ficou incrivelmente bela na minha mente!
Tens bons sentimentos Natalie ;)

Bjs

Maria do Céu Costa disse...

Só o Poeta consegue fazer-nos sentir este "Pendurar na Lua". Muito bonito este teu trabalho.
Agora vou fazer uma coisa que já era para ter feito à muito, linkar-te no nosso AQUI.
Beijinhos, jovem Poeta.

Maheve disse...

Depois de ler-te, passei a desejar pendurar-me na lua. Ah...Se pudessemos! Talvez isso seja permitido aos que amam,aos que sofrem, aos que contenstam, aos que relutam...Enfim, aos poetas!
Beijos

Insolente disse...

belo poema e bela foto ó natalie... um bom fim de semana e um grande bem haja

Micas disse...

Hoje, demorei o meu olhar na lua bela e cor da prata, tinha um brilho especial...eras tu que estavas lá. Adorei o poema e a foto...a foto está lindíssima.
Grata por este belo momento Natalie.
Beijo grande e bom fim de semana

Neith disse...

Magnifico este teu poema...palavras que nos fazem levitar :) Um beijo enorme

antonior disse...

Um dia destes talvez nos encontremos por lá....

Explêndido poema, visão bela e sensível. Os desejos subirão da terra para te inundar num banho de luz.

Obrigado pelas palavras com que me tocas, lá no meu espaço. :-)

Beijinhos

Ventry disse...

Um belo sonho sem duvida. Algo em que se pensar numa noite em que se possam ver as estrelas.
Muito bom

Daniel Marinha disse...

Cara Natalie:

São horas destas e poemas assim como este.. não sei.. é como beber o veneno misturado com o antídoto e ficar a pensar se vale a pena ou não voltar a abrir os olhos.

Este poema supreendeu-me a meio do longo bocejo que é o meu dia. Obrigado.