sexta-feira, janeiro 27, 2006

Esquisso de uma vida!

Era uma vez
Um rapaz já quase feito homem
Que vagueava neste mundo
Que não o pertencia.
Os seus dias eram contados
Pelos tostões
Que lhe caíam na bóina,
E o seu muro das lamentações
Era a tasca lá da esquina.
Meditando na sua desgraça,
Já os sonhos lhe abandonaram,
Que quando em criança
Era ele quem os comandava.
Tudo lhe fugira entre dedos
E os braços já não possuíam forças,
Nem para os esticar no meio da rua.
Certo dia, depois de uma tascada,
Sentira-se totalmente perdido,
Sem mapa, sem Norte, sem nada!
O céu caíra-lhe em cima,
Numa noite em que
As estrelas
Lhe devolveram os sonhos...
Nessa noite,
O esquisso de uma vida desaparecera.


(photo (e feitos) e poema de natalie)

10 comentários:

Mocho Falante disse...

Olá...

desparece uma vida para certamente dar lugar a uma bem melhor que ele bem merecia

beijocas

Maria disse...

Olá :) Fiz agora um blog no qual pretendo chamar a atenção das pessoas para o que estragou a minha vida. Por favor vem tomar conhecimento, isso ajudar-me-ia imenso… Obrigado.

Nelita disse...

estamos perdidos , quando nos perdemos de nos...
Como esquisso ,,sera sempre alteravel ,assim como a nossa vida!!!
beijo bom fim de semana

Micas disse...

Ainda bem que era só um esquisso.
É sempre tão bom ler-te Natalie, o tempo é que tem sido complicado de gerir, sei que entendes. Agora vou ler o resto :)

Beijinhos e bom fim de semana

.: jigoku :. disse...

apanhei uma boleia e vim aqui parar... penitência pela intrusão.
todavia reservo-me o direito a deglutir lentamente todas as tuas palavras, agora que cá estou.

e que revitalizantes, elas são.

Neith disse...

Bonito o teu poema em que se apura a essência das palavras. Beijinhos

Nelsinho disse...

Projetos, de vida ou não, sempre se iniciam com rascunhos e mais rascunhos sucessivamente amarfanhados, descartados até que o projeto ideal jamais seja encontrado...

...E apenas vivamos, felizes ou não, resignados ou não...

Alguém para definir "Felicidade"?

Nelsinho

GNM disse...

Lindo, Natalie...

Passa um excelente fds...

Sorri!

Maria Costa disse...

Bonito este post a cem por cento Natalie.
"Nessa noite,
O esquisso de uma vida desaparecera"
Beijinhos.

Duarte Temtem disse...

Querida Natalie

Infelizmente este teu poema é uma realidade para muita gente! Quando desaparece o sonho, não fica absolutamente nada...

Mas nessa noite as estrelas devolveram os sonhos!!!

Bjs e parabéns à tua sobrinha :)