quinta-feira, janeiro 29, 2009

"Já não era sem tempo na-ta-lie !"


Hoje o dia escureceu mais do que o costume.
Lentamente passam os ponteiros.
Devagarinho junto vogais às consoantes.
Impacientemente passam os trausentes.
.
O cargueiro buzina lá ao fundo,
Daqui de onde eu o vejo.
O som estridente entrelaçou o ouvido.
Vejo o paquete partir.
E o fumo pinta as nuvens no céu.
.
O tempo requer paciência.
Tranquila. Eu. Paz. Eu.
Exuberante. O tempo.
.
As palmas das minhas mãos estão secas.
Suaves e secas. Não transpiro.
Nem uma gota caíu do céu.
As raízes estão molhadas.
.
Ruas claras. Cores alegres e vivas.
Esplanadas semi-vazias.
O cão ladra. Persegue o carrinho de bebés.
I have a smile upon my face.
And I'm comming home.
.
.
.photo 'I'm comming home'
e qq coisa de natalie
.
.
Parabéns Alice pelas 4 primaveras!!!!
Estarei aí contigo, a cantar os parabéns à menina mais castiça do país das maravilhas. O teu país. O nosso. Beijinhos e abraços. Montes deles. De nós todos!

8 comentários:

pombamarela disse...

fazes-me lembrar o Pessoa, num dos seus heterónimos... não me lembro qual :(

ηatalie αfonseca disse...

Mesmo não te lembrando de qual, isso é um elogio daqueles! Ufa! Corei! :))))))))))))))

Luís Silva disse...

Very nice poem :) and picture!
Beijinhos xxx

Shakanuno disse...

Já vais de viagem de novo???

Rute disse...

Adorei a foto! =) O poema tambem! Ricardo Reis?? Hm... =P

Parebéns à picnina! E à titi babada!

blueminerva disse...

Beijinhos à Alice e que o mundo da piolha continue uma maravilha!... ai que saudades de ser criança...


beijocas

indigo des urtigues disse...

Parabéns à piquena! :)

GotchyaYinYang disse...

Muito boa foto e poema. Ah e excelente Bjork aí ao lado!